Jaguaribe

11 de maio de 2009 - 18:36

 

ADMINISTRAÇÃO MUNICIPAL
Prefeito: José Abener
Endereço: Rua Savino Barreira, 576 – Centro – Jaguaribe-CE.
Telefone: ( 88 ) 3522-2574
Email: gabinete@jaguaribe.ce.gov.br
Site: http://jaguaribe.ce.gov.br/

HISTÓRICO

Município brasileiro do Estado do Ceará. Localiza-se na microrregião do Médio Jaguaribe. Sua população estimada em 2005 era de 36.725 habitantes – Fonte: IBGE. A criação do município só ocorreu em 1833 apesar de existir um povoamento desde o início do século XVIII. Acesso a partir de Fortaleza capital do Estado, pela rodovia BR-116.
Distância: 308 km da capital. O município de Jaguaribe recebeu o mesmo nome do rio que corta suas terras. A maioria dos historiadores cearenses atribui o nome do rio Jaguaribe à existência abundante de onças na região. A melhor interpretação é a indicada por Barão de Studart: “Jaguar (onça) + Y, de YG (água)+be ou pe (no) isto é, no Rio das Onças.
Jaguaribe pertence à mesorregião do Jaguaribe e à microrregião do Médio Jaguaribe. Política e administrativamente, o município é formado pelos distritos: SEDE, Aquinópole, Feiticeiro, Mapuá e Nova Floresta.

Aspectos Geográficos do Município

 

Área: 1.822,3km²

Mesorregião: Jaguaribe

Microrregião: Médio Jaguaribe

Altitude: 119,4m

Latitude: 5°53’

Longitude: 38°37’

Acidentes Geográficos: Rio Jaguaribe, Riachos Feiticeiro ou Jutubarana, Jatobá, Malhada, Tamanduá, das Almas, Cajá, Grande, Açude Joaquim Távora.

Recursos Hídricos: Pluviometria (a média anual é de 715 mm).

Limites do Município:

Norte: Jaguaretama, Jaguaribara e Iracema;

Sul: Icó e Orós;

Leste: Pereiro;

Oeste: Quixelô e Solonópole

DISTRITOS:

Feiticeiro: A vila de Feiticeiro surgiu logo depois da construção do açude construído no riacho do mesmo nome, e que veio a se chamar açude Joaquim Távora em homenagem a filho ilustre da região, no ano de 1932, quando muitas pessoas se deslocaram para a região denominada Feiticeiro em busca de trabalho tendo em vista a grande seca que assolou toda a região do nordeste do Brasil.

 

 

 

 

Mapuá : Ao longo do Vale do Rio Jaguaribe os colonizadores deixaram um legado cultural  arquitetônico como em apuá,anteriormente Boa Vista, onde se encontram estígios   deste   período  como  a Igreja  de Santo Antônio.

 

 

 

 

 

Nova Floresta : Possui um conjunto arquitetônico harmonioso, que data dos séculos XVIII e XIX, testemunho dos ciclos do gado, do algodão e do encontro de caminhos que fazia a intermediação entre os sertões de Jaguaribe, herança cultural deste Distrito, do acervo da Igreja de Nossa Senhora de Santana , construída pela comunidade e inaugurada em 1847.

 

 

 

Aquinópolis: Situado no limite com o município de Pereiro,  tendo como patrimônio a Igreja de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, inaugurada em 1951.

 

 

 

 

 


ECONOMIA

No município de Jaguaribe, a produção do leite constitui-se como Arranjo produtivo Local (APL) e se destaca como uma das principais fontes de renda para as famílias e os pequenos produtores da área rural. No entanto, predomina neste município o mercado informal do leite, caracterizado pelo comércio direto do produtor ao consumidor doméstico ou ao fabricante de produtos lácteos não-fiscalizados, principalmente queijos.
O Arranjo produtivo Local do Artesanato da tipologia denominada Filé, também é uma das fontes de renda das famílias jaguaribanas. Existem algumas dificuldades para o crescimento e a sustentabilidade do artesanato do Filé de Jaguaribe, como a falta de identidade cultural, a forma esporádica e sem planejamento da produção e o fato de que os artesãos não trabalham em outra atividade remunerada e têm poucos recursos financeiros para compra de material para confecção dos produtos.

CULTURA

As manifestações sócio-culturais do nosso município, são representadas aqui, de diferentes formas e pessoas ou grupos distintos, desde o minucioso movimento de pincel na tela ao bravo vaqueiro.
Uma das grandes manifestações culturais de tradições religiosas são as festas dos padroeiros, que acontecem em períodos distintos nos distritos, entretanto a que mais se destaca é a Festa da Padroeira do município, Nossa Senhora das Candeias , conhecida também como Festa da Luz ( a cidade toda fica em clima festivo e as novenas, as barracas, o leilão, a procissão fazem parte de um cenário que começa em janeiro e termina no dia dois  de fevereiro, período também de reencontro familiar).
Outra manifestação cultural que está ganhando cada  vez mais ênfase são as quadrilhas juninas. Nesse período há realizações festivas nas escolas e os grupos que mais se destacam, participam de festivais regionais.
No artesanato, temos o crochê, bordado, ponto cruz, mas o nosso destaque é o Filé, que, com o declínio da agropecuária e a ausência de pólos industriais, tem se tornado o único meio de subsistência para muitas famílias. Mulheres e homens fabricam peças em filé que abastecem o mercado regional, chegando a ser exportado.
Não apenas na história política, com o Marechal Juarez Távora, Jaguaribe tem filhos cantadores de violas, repentistas com programas em rádios locais e filhos que vê na vaquejada a representação de sua vida cotidiana de bravo vaqueiro. A vaquejada, festa tradicional  em Jaguaribe, acontece periodicamente, com ênfase nos meses de julho e setembro. Temos também profissionais na pintura, escultura e poetas, principalmente na literatura de cordel, muito apreciada na cultura local.
No âmbito do esporte, Jaguaribe conta com a prática de futebol de salão e de campo, voleibol de quadra e areia, handebol, basquete e amadores da capoeira e do karatê.
Mesmo não tendo um caráter exclusivamente sócio-cultural, outros grupos apresentam essa característica como o Projeto Eu Sou Cidadão, Pastoral da Juventude, Coral, Grupos de dança de rua.
Em sua estrutura física voltada para o sócio-cultural, temos a Biblioteca Municipal Elias Couto, Teatro Paroquial, Galeria de Artes, Parque de Exposição Deputado Francisco Monte, mesmo que esses espaços não estejam sendo utilizados adequadamente.
Os feriados municipais são o do dia dois de fevereiro: Festa da Padroeira; dia doze de agosto, quando Jaguaribe passou a cidade e o dia oito de novembro data da mudança de sede do município.
Todos esses aspectos sócio-culturais abordados retratam um pouco dos nossos valores, tradições e, portanto, nossa história e identidade.


Escola de Ensino Estadual no Município

EscolaInepEndereçoBairroLocalização
EEMTI CORNÉLIO DIÓGENES23135905RUA MOACIR PEIXOTO DIÓGENES, 439CruzeiroMapa
EEEP POETA SINÓ PINHEIRO23323442Rua D - S/N - Conjunto Manoel Costa MoraiCOHABMapa
EEM RAUL BARBOSA23136413AVENIDA OITO DE NOVEMBRO, 521CentroMapa
CEJA COSME ALVES DE LIMA23135913Rua Eliziário Pinheiro, S/N CentroMapa
EEM GUSTAVO BARROSO23137150RUA JOSÉ INÁCIO - 333 Nova FlorestaMapa


RELAÇÃO NOMINAL DAS ESCOLAS E LOCALIDADES

Ord.EscolaLocalidade
1  EEIEF. Nossa Senhora das CandeiasPlaca Verde
2EEIEF. José Laércio Rodrig. GomesV.Zé Pinheiro
3EEIEF. Antônio Teixeira LimaN. Brasília
4EEIEF. Maria Macário FernandesCentro
5EEIEF. Luiza Távora Cruzeiro
6EEIEF. Manoel Costa MoraisCOHAB
7EEIEF. Expedito DiógenesExp.Diógenes
8EEF. Alice Diógenes PinheiroCentro
9EEF. Ubiratan Diniz de AguiarN. Brasília
10EEF. Franklin Monteiro GondimCOHAB
11EEIEF. Manoel Costa Morais CERU  Mapuá
12 EEIEF. Maria Eneida Peixoto SoaresFeiticeiro
13EEIEF. Ulisses Paranhos MaiaN. Floresta
14EEI. Maria Miranda MaiaN. Floresta
15Centro Social Marieta CalsCentro
16EEI. Santa LuziaV.Vertentes
17EEIEF. São Judas TadeuManiçoba
18EEIEF. Isaura Nogueira DiógenesCacimbas
19 EEIEF. Francisco Xavier de AquinoC. Velho
20EEIEF. Diomedes BarbosaBrum
21EEIEF. José de AlencarV.Vertentes
22EEIEF. Manoel Alves de AquinoC. Limpo
23EEIEF. São FranciscoFuzil
24EEIEF. José Pinheiro da SilvaTimbaúba
25EEIEF. Manoel Rufino de A. FilhoV.Aquinópolis
26EEIEF. São João BoscoMelo
27EEIEF. Maria Távora PinheiroCampo Novo
28EEIEF. Augusto MoreiraAjuntador
29EEIEF. Antônio HonórioMoreira II
30EEIEF. São FranciscoPaz
31EEIEF. Livino de França LandimCaiçara
32EEIEF. Francisco Alves MoraisTamanduá
33EEIEF. Maria Cândido de JesusCurralinho
34EEIEF. José Pedro FigueiredoTrapiá
35EEIEF. Antônio Simão de OliveiraCaranguejo
36EEIEF. Antônio Raimundo da PazMoreira I
37EEIEF. Geraldo Diógenes PinheiroTorrões
38EEIEF. José Dino NogueiraA. Grande
39EEIEF. Santo AntônioJenipapeiro
40EEIEF. Francisco Feliciano PinheiroAlmas
41EEIEF. Ernesto Fernandes de FreitasM. Doce
42EEIEF. Francisco França LandimTaperinha
43EEIEF. São JoséZipueiras
44EEIEF. Joaquim Vieira AlbuquerqueVieira II
45EEI. C. Com. Ato Osmar G. BezerraFechado
46EEIEF. Sérgio Porfírio de SousaSevero II
47EEIEF. Genoveva RicarteC. Juazeiro
48EEIEF. Bianor das Chagas LopesP. Branca
49EEIEF. Hermes TeixeiraCajazeiras
50EEIEF. Eliziário Gomes de Melo                                                                       Fechado
51EEIEF. Santa LuziaV. Juazeiro
52EEIEF. Maria Elisa CampeloLogradouro
53EEIEF. José Cavalcante JúniorMulungu
54EEIEF. Manoel Lopes VieiraIpueiras II
55EEIEF. Joaquim Gomes de CastroBode
56EEIEF. Gerônimo Rodrigues VieiraC. do Saco
57EEIEF. Tomaz Alves de LimaAroeira
58EEIEF. Antonio Bezerra RolimFiuza
59EEIEF. João Pereira NunesPau Ferro
60EEIEF. Valdemiro Leandro de SouzaC. Novo
61EEIEF. João Domingos de OliveiraV. Alegre
62EEIEF. Joaquim Bezerra CampeloCarapuça
63EEIEF. Ma das Graças Cavalc. SousaCipó
64EEIEF. CAMEJAMutambeira
65EEIEF. Lairton de Oliveira GomesC. das Pedras
66EEIEF. Celso Barreira FilhoIpueiras I
67EEIEF. José Davi VieiraSanta Fé
68EEIEF. Evaldo Vidal de LimaCruz
69EEIEF. São SebastiãoMonte Lima
70EEIEF. Nossa Sra. das GraçasAlegre
71EEIEF. Aderaldo Nogueira PeixotoRamalhete
72EEIEF. Izaura Nogueira DiogenesVista Alegre
73EEIEF. Raimunda Silva de OliveiraTanque I
74EEIEF. Raimundo Ferreira LimaI. Grande
75EEIEF. José Corcino da SilvaVerdum
76EEIEF. São FranciscoPau Darco
77EEIEF. Francisco Vicente BatistaCatolé
78EEIEF. José Orcenir T. PequenoSevero I


PRINCIPAIS PROJETOS PARA A EDUCAÇÃO MUNICIPAL EM  2009
Saúde e Prevenção nas Escolas.
PETECA.
Agenda 21 e COMVIDA ( Meio Ambiente ) .
Projeto Eu Sou Cidadão – Amigos da Leitura.
Projeto Comunicar.

HINO DE JAGUARIBE

Autora: Aleide Ferreira
Intérprete: Cícero de Lima Pereira

I
Jaguaribe eu te amo de verdade
És tão linda minha querida cidade
Ao passar em tuas ruas eu percebo
O sossego a reinar por todo lado
Se por seca estás sempre castigada
Teu sorriso jamais chega a se apagar
Jaguaribe tu serás sempre amada
Somos felizes por viver em teu regaço.

Refrão
Ó Jaguaribe
Terra amada
És triunfante sempre em tua jornada
Teu seio forte
Nos faz seguros
E confiantes em teu brilhante futuro.

II
Não esqueço quando estavas começando
Pouca gente em tuas ruas palmilhava
Ma com garra e coragem trabalhando
As primeiras praças nos edificaram
Foram anos de difíceis trajetórias
Mas nada pode deter o avanço teu
E hoje Jaguaribe está na história
E essa glória você sempre mereceu.

A força do semeador vem da confiança
Que tem em suas sementes.

18-10-2017
suporte@crede11.seduc.ce.gov.br
Assessoria de Comunicação da CREDE11